sábado, 11 de outubro de 2008

Meras contradições?

Eles dizem algo, mas fazem tudo diferente. Isso faz lembrar um antigo ditado. Pimenta nos olhos dos outros é refresco. Que coisa sem graça!

Fazendus Propertárius é dono de várias fazendas que, juntas, somam mais de 23 mil hectares. Ele é contra a reforma agrária; ataca o movimento que organiza e defende o direito à terra e alega que o governo não deveria dar terras para quem não quer produzir. "__ Um bando de vagabundos." Fazendus Propertárius é investigado por grilagem em terras indígenas e reservas ambientais; desmatamento e comércio ilegal de madeira.

Honórius Acadêmicus é doutor, com livre docência. Ele investigou, em sua tese, a importância da íris dilatada nos flertes humanos antes da puberdade. Como produtor do conhecimento científico critica veementemente os programas de transferência de renda, como as várias bolsas, mochilas, pochetes e sacolas previstas pelas políticas públicas. Honórius Acadêmicus gaba-se de ter feito tese de doutorado e dissertação de mestrado como bolsista do CNPQ, uma Bolsa Família para pesquisadores?

Médicus Interruptus é um profissional da medicina altamente conceituado. Defensor árduo da vida. Grande aliado da igreja, ele organiza até abaixo-assinado. Não indica – para suas pacientes – a interrupção da gravidez nem em caso de risco de morte para a gestante ou estupro. A filha caçula, de 14, engravidou. Médicus Interruptus está desesperado e pensa em apelar para a clínica particular de um amigo.

Rotativas Impressus é uma conceituada jornalista investigativa. Já tornou públicas falcatruas em vários níveis de governo. Suas reportagens renderam processos até no Congresso e na Justiça. Ela não suporta que governantes enganem o cidadão e a cidadã. Para provar que existem malfeitores do dinheiro público, no processo de investigação jornalística, Rotativas Impressus usa câmeras ocultas, gravações clandestinas, identidade falsa, suborna suas fontes e compra documentos sigilosos.

Ministérius Cumprimentus é um promotor público rígido. Propõe ações contra vários segmentos de servidores públicos para que cumpram integralmente o horário de expediente. Cartão ponto para ele é sagrado e o dinheiro público tem que ser respeitado. Para acompanhar as ações propostas e propor outras, Ministérius Cumprimentus um dia trabalha de manhã, noutro à tarde. Ninguém sabe ao certo seu expediente, nem a carga horária diária. Ele não bate cartão.

Médias Ensinus é uma professora dedicada. É conhecida pelo rigor na correção dos trabalhos dos seus alunos, repele publicamente a falta de referência bibliográfica; condena o Ctrl C + Ctrl V e abomina a falta de respeito aos direitos autorais. A principal ferramenta de pesquisa para a monografia de Médias Ensinus, na faculdade que freqüenta à distância, são as fontes wiki, sites diversos e fotocópia dos livros da biblioteca que empresta semanalmente.

Padrus Bendictus é um padre que trabalha com afinco pela sua comunidade. É reconhecidamente o melhor entre várias paróquias. Prega com sabedoria e paciência. Ensina com amor e devoção. É conhecido e reconhecido pela humildade. De tanta que lhe aflora a alma foi homenageado. Recebeu a maior condecoração oferecida pelo alto clero: a Medalha da Ordem do Nosso Senhor dos Corações Puros e Humildes. Hoje, em toda pregação pela paróquia, Padrus Bendictus exibe a medalha pendurada ao pescoço.

Tontus Eleitórius vai cumprir, obrigatoriamente, seu direito de cidadão mais uma vez. No final de outubro volta às urnas para escolher o prefeito da cidade para os próximos quatro anos. Ele defende que o homem público deve ser honrado, honesto, decente e trabalhar em prol da população sofrida, trabalhadora. Ele já escolheu o seu candidato. Um homem muito conhecido. Amado por uns. Odiado por outros. Seu candidato é o Cassadus Presus. O nome dispensa maiores apresentações.

Como dizem, a voz do povo é a voz de Deus. Meras contradições? Ou o Todo Poderoso está, nos tempos atuais, afônico?

4 comentários:

Danilo disse...

Reinaldo, você colocou a pimenta nos olhos da Marlene!!! Como pôde?
hehehehe

Reinaldo César Zanardi disse...

Caro Danilo...
Não são os olhos da Marlene.
Emprestei os olhos do Lucas.
Meu filho-enteado.
Mas ao final lavamos direitinho.
Brincadeirinha!
Tampei bem o vidro.

Danilo disse...

Reinaldo, eu e a Taynara apostamos na Marlene e Elsinha apostou no Lucas. Só ela ganhou o bolão então.

Mas que parece a Marlene, parece.

Maikon disse...

Reinaldo, é uma pena que somos apresentados a esses Tontus Eleitórius diariamente. "O você sabe quem", está nas grandes esferas da cidade, a cada dia que passa "batendo no peito" (heheheeh)Vamos ver no que isso vai dar! parabéns pela abordagem, adorei....