domingo, 23 de agosto de 2009

Ôh coisa de póóóóóóóóbre

Ouço aquele dublê de repórter social daquele programa que causa pânico perguntar para uma celebridade.

__Mas você não tem nome duplo - co-lé-ga? Ôh coisa de póóóóóóóóbre colocar nome duplo nos filhos.

__Não! É só Juliana.

__Juliana? Não tem uma Cristina no meio? Uma Aparecida? Uma Regina?

__Não é só Juliana e o sobrenome.

__Tá bom co-lé-ga!

Me dou conta que tenho nome duplo. Reinaldo César.

Mas me consolo. É coisa de uma época. Minhas irmãs também começam com R e as duas têm nome duplo. Roseli Aparecida e Rosana Cristina.

E os primos? Também. Muitos têm dois nomes. Vânia Cristina. Paulo Ademir. Edilson Gleiton. Márcia Patrícia. Evandro Marcelo. Carlos Adriano.

Até gosto, mas não quero ser entrevistado pelo dublê de repórter que a cada três palavras fala um co-lé-ga. Já pensou ouvir isso?

__Reinaldo César? Você não tem nome duplo - co-lé-ga. Ôh coisa de póóóóóóóóbre.

Tudo bem. Posso até com o nome duplo escrever uma história de amor em estilo mexicano.

Reinaldo César seria o mocinho - claro - que disputa o amor da mocinha Francielly Camylla. O vilão Diego Douglas apronta tudo para separar o casal.

Diego Douglas não vai conseguir acabar com a felicidade do casal e vai terminar a trama com a vilã Sônia Soraya - jurando vingança.

Ôh coisa de póóóóóóóóbre.

Um comentário:

Danilo disse...

Muito bons esses nomes Rei!!! Ainda bem que o meu não é duplo neh... Mas não posso falar nada, porque ele tem outros problemas que já mereceram até post!