sexta-feira, 23 de abril de 2010

Kit para vagabundos


Recebo por e-mail a notícia de um kit que incentiva a vagabundagem. A história conta que um zelador em Natal (RN) pediu para ser demitido porque ganharia mais com os benefícios do governo federal. O zelador teria se espelhado no exemplo de dois cunhados desempregados.

As contas que incentivam o vagabundo brasileiro, de acordo com o autor do texto: Bolsa Escola = R$ 175,00 para cada filho que frequenta a escola. Cartão cidadão = R$ 350,00. Vale gás = R$ 70,00. Transporte gratuito = R$ 160,00. Vale refeição = R$ 420,00.

"Como o zelador tem três filhos em idade escolar, para ele é vantajoso ficar desempregado e ter esses benefícios. Seu 'salário desemprego' irá girar em torno de R$ 1.525,00, quase o dobro do que ganha trabalhando (...)"


Ainda de acordo com o texto, o salário do zelador acrescido de horas extras e outros benefícios girava em torno de R$ 830,00 por mês. Vale ressaltar que esses valores estão em conformidade com a lei. Depois de ler o texto fiquei pensando... pensando... pensando... e cheguei a algumas conclusões.

É uma injustiça mesmo! Como paga mal o mercado brasileiro para zeladores! O cara nos vê chegando em casa com um carrinho de compras que custa mais que o que ele ganha num mês. Isso sim que é distribuição de renda. Muito para poucos. Pouco para muitos.

Enquanto entramos e saímos dos prédios em nossos carros encerados, o zelador quando termina o expediente anda umas seis ou sete quadras para pegar o busão lotado. Depois de umas horas chega em casa.

Outro dia uma amiga estava em casa e disse que conheceu o namorado da amiga da filha. Ela perguntou para ele o que ele fazia.

__Eu jogo tênis três vezes por semana. 
 

Ah! Então tá. Rico que não trabalha não é vagabundo. É um bom partido.

E o namorado da amiga da filha da minha amiga também leu o e-mail e ficou indignado.

__Se os zeladores pedirem demissão para viver à custa do dinheiro que pago em imposto quem vai limpar o banheiro do prédio quando vomito naquela festa? Quem vai dar uma olhada nos meninos no parquinho quando eles dessem para brincar? Quem vai recolher o lixo de todos os andares às 3 horas da tarde? Quem vai comer o pedaço de pizza que sobra da sexta-feira à noite?

Realmente, o zelador não pode pedir demissão onde ganha pouco para viver com a bolsa esmola do governo federal que paga mais que o mercado.

__Isso é uma afronta aos trabalhadores honestos desse país. As bolsas são um kit incentivo à vagabundagem. Afinal o zelador trabalhando ganha um bom salário (R$ 830,00). E tem mais: o trabalho dignifica o homem.

3 comentários:

artigosemvalor disse...

Sem mais.

Bruxices tolas disse...

E agora, José? Como fica nosso pessoal de serviço? Somos 1 classe média arrochada que ainda emprega muita gente e depende desses serviços... Que será de nós em nossa crescente perda de poder aquisitivo?????? ADAPTAÇÃO!!!!!!!!

Ana Carla Barbosa disse...

Fala sério! É muita burrice, junta...Recebi uma porcaria dessas tbm, e a palhaçada era tal que além disso, criticavam a distribuição de antconcepcionais e preservativos na rede pública de saúde. PQP!