domingo, 27 de junho de 2010

Fila e adoção

Leitores do JL mostram indignação com a fila de espera para adoção e criticam a burocracia. Essa é uma parte da verdade. A maioria de quem espera até cinco anos na fila não se dá por mero capricho da legislação vigente, mas pelas exigências que os casais fazem na hora da adoção: recém-nascido, branco e menina. Isso já foi divulgado pela própria Vara da Infância e da Adolescência.

Se não fizessem tais exigências a espera seria bem menor. Então ficam duas perguntas. Quem opta por adoção é por que não consegue reproduzir e quer uma criança semelhante à família? Aí têm sentido as exigências. Ou são casais que querem exercer a paternidade e a maternidade? Neste caso, a condição da criança (sexo, idade e cor) é secundária porque o amor é maior que tudo.

Comentário publicado no Jornal de Londrina, em janeiro de 2008.

Nenhum comentário: