segunda-feira, 4 de outubro de 2010

O tiririca e o empresário

Qual a diferença política de um candidato tiririca para um empresário que nunca teve atuação política, nem filiação, nem projeto coletivo, nem defendeu uma ideia pública? Absolutamente nenhuma.

Tiririca levanta críticas severas porque as nossas classes média e alta não gostam do que o Tiririca representa: pobre e abestado, para usar um adjetivo do próprio agora deputado federal por São Paulo. Até o termo palhaço usado pela mídia para identificar Tiririca ganhou ares secundários, pejorativos.

O empresário que defende seu projeto pessoal de vida, a Bolsa Gucci, lixando-se para o fortalecimento popular, não recebe as mesmas críticas porque o terno e a gravata ainda povoam o imaginário popular. O terno e a gravata impõem respeito. Falso. Porque é apenas aparente.

Gente simples como Tiririca (não que ele assim seja pessoalmente) incomoda porque a pobreza é repugnante aos olhos médios. Pobre incomoda. Sempre. Pobreza não deveria existir. O empresário de terno e gravata não incomoda porque ele representa sonho de ascensão social.

Mas e a militância? O projeto coletivo? O desprendimento pessoal? A defesa da coletividade? São detalhes políticos que cansam os olhos médios até em época de eleição.

2 comentários:

Guilherme Palma disse...

Eu não acho que seja tão preto e branco assim Reinaldo.

Bruxices tolas disse...

A gente tira onda pelo inuditado da coisa...mas burro o Tiririca não é! Tendo ua boa acessoria liguística e jurídica elr pode vir a ser um exelente legislador - muito melhor q os supostamente preparados para o cargo. a única coisa que desejo é comprtência e uma boa dose de sorte.zxic