quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Inquietudes (48) do Rei

Por que mesmo não assistindo o BBB11, a gente acaba tendo informação da casa mais fútil do Brasil? A gente é bombardeado com informações do programa no intervalo da programação da Globo, nos programas de auditórios da rede e de outras redes, nos jornais impressos, nos portais de notícia da internet. A notícia perdeu o foco do interesse público há muito tempo. Interessa apenas o interesso do público? É preciso qualificar a audiência, assim, a TV também terá mais qualidade.

2 comentários:

This Gomez disse...

Sabe que eu venho me perguntando o mesmo há 10 edições, Rei?

Depois da 1ª, o resto foi prolixidade televisiva (pois é, é assim que defino). E as cópias, em outros canais, também =/

Qual é a graça da Fazenda ou do Solitários??

Reinaldo C. Zanardi disse...

This, confesso que acompanhei a primeira edição. Como programa de TV era um formato interessante. Pena que a manipulação falou mais alto e tenho minhas dúvidas sobre ser o espectador que decide quem fica e quem sai. Se for, nosso público precisa ser qualificado urgentemente. Alguém como o Dourado (BBB10), que representa o preconceito e o atraso não poderia ganhar. E o resto, vc tem razão. É tudo cópia do BBB. E nem dá para dizer que é cópia piorada. É tudo igual.