quarta-feira, 2 de março de 2011

Juro que não entendo

Jurado ou apresentador de reality show que critica duramente os concorrentes deveria ser melhor que os candidatos do próprio reality show.

Se o reality for de cabeleireiros, o jurado ou apresentador deve ter um cabelo mais bonito que os que critica.

Se o reality for de cantores, o jurado ou apresentador deve saber cantar. E muito bem.

Se o reality for de cozinheiros, o jurado ou apresentador deve saber cozinhar. E muito bem.

Se o reality for de modelos, o jurado ou apresentador deve ser uma beldade.

Não é isso o que a gente pode ver em reality shows, que se multiplicam como praga pela TV aberta e paga.

O jurado ou apresentador derruba os candidatos por derrubar.

Até aqui bem feito, quem manda se expor em rede nacional ou internacional

Quer fama, pague o preço!

O pior é que o jurado está ali não para criticar os candidatos e escolher o melhor.

Fica bonito - diante das câmeras - tripudiar os candidatos publicamente, dizer que ele sabe nada, que não fez direito, que deve pegar sua malinha e sumir dali.

Ele é apenas parte do show.

Uma figura excêntrica que faz questão de ser excêntrico.

Apenas isso!

Pena que jurado e apresentador não podem ser eliminados do reality show.

Se pudessem, o Bial já teria ido pro paredão há muitos BBBs.

Nenhum comentário: