sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Inquietudes (92) do Rei

"É o primeiro caminho para a impunidade da magistratura, que hoje está com gravíssimos problemas de infiltração de bandidos que estão escondidos atrás da toga."

A afirmação é da corregedora do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Eliana Calmon sobre a ação que a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) move para tirar os poderes do CNJ de punir juízes corruptos.

A declaração, dada ao jornal da Associação Paulista de Jornais, gerou muita polêmica entre os juízes já que muitos se julgam acima do bem e do mal.

A ação da AMB mostra que o Judiciário quer transparência. Para o Executivo e para o legislativo, menos para o próprio Judiciário.

Punição sim, mas para políticos corruptos. Até parece que os juízes corruptos são intogáveis. Seriam intocáveis por causa da toga?

Nenhum comentário: