terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

A vida acima de tudo

Aristeu é empresário, católico fervoroso, temente a Deus. Ele frequenta a Renovação Carismática duas vezes por semana. O empresário reclama na sala de estar, com um jornalão em mãos. Ele fala à mulher.

__Você viu só que absurdo, Fátima! Durante a campanha de 2010 a presidente Dilma disse que era contra o aborto...
__E daí? O Serra também disse que era e descobriram que a mulher dele fez um no Chile.
__Não mude de conversa, Fátima. A Dilma disse que era contra e agora nomeou para a Secretaria Especial para as Mulheres, uma mulher que defende o aborto. Está na Folha de S.Paulo de hoje. Escuta só a manchete. __Ex-colega de cela de Dilma, nova ministra defende o aborto.
__É muito engraçado, você já reparou Aristeu que os homens gostam de atacar as mulheres que defendem o direito ao aborto?
__Como assim? direito ao aborto?
__Uma pessoa que defende o direito da mulher ao aborto não necessariamente faria um aborto.
__Nossa Fátima, acho que você dormiu pouco essa noite.
__É verdade, querido! Li num blog a diferença entre defender o aborto e defender o direito ao aborto.


Pausa. Fátima pensa um pouco e retoma.

__Se alguma mulher da minha família fosse estuprada, eu gostaria que ela tivesse o direito de fazer aborto. Não quer dizer que faria.
__Que Jesus não ouça você, Fátima. Isso é uma afronta à vida.
__E você, meu marido Aristeu, é um defensor incondicional da vida?
__Claro que sou. Uma criança concebida é um presente de Deus. Ninguém tem o direito de tirar a vida dela.
__Então você defende a vida acima de tudo?
__Claro Fátima. Acima de tudo.
__Então eu tenho uma dúvida. Se você defende a vida acima de tudo. Por que é favorável à pena de morte para crimes hediondos?

Nenhum comentário: