sábado, 26 de maio de 2012

Inquietudes (123) do Rei

Jornalista pode ter bandidos como fontes de informação, mas quando usa as páginas da imprensa para favorecer interesses de uns em detrimento de outros deixa de ser jornalismo. Passa a ser negócio. E quando o negócio de uns é criminoso, o jornalista torna-se cúmplice do crime. E isso nada tem a ver com liberdade de expressão. Pela regulação da comunicação prevista na Constituição Federal. Já!

Nenhum comentário: