quinta-feira, 19 de julho de 2012

A de muitas coisas

O Ministério da Saúde divulgou ontem (dia 18) que a gripe já A matou 159 pessoas no Brasil.
O número de pacientes internados e com a confirmação da doença chega a quase 1.500 pessoas em todo o Brasil.
As informações são da Agência Estado.

O A da gripe significa que a doença é:
agressiva porque pode propagar-se rapidamente,
acessível porque qualquer pessoa pode ser vítima,
assustadora porque pode fazer vítimas aos milhares.

O Ministério da Saúde, no início do mês, descartou a possibilidade de o país registrar uma epidemia de gripe A.
A definição de epidemia segue critérios técnicos (localização geográfica, número de casos, relação dos casos, circulação do vírus) que interessam muito pouco para quem foi vítima da doença.

Independente da classificação técnica da situação da gripe A no Brasil, é necessário um plano para conter a doença.
Uma tarefa ingrata, já que a combinação: circulação viral, frio e falta de adoção de medidas preventivas, pode fazer explodir o número de casos.

Que as autoridades de saúde façam o seu papel e o cidadão siga medidas simples como não levar a mão à boca e ao nariz na hora de espirrar e tossir; preferindo lenços descartáveis. 
Álcool gel ajuda, mas não substitui a água e o sabão.
Perder uma vida por causa de uma doença evitável é estupidez.
E fazer nada para evitar a proliferação da doença é uma estupidez ainda maior.

Nenhum comentário: