sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Casal complicado

O casal Álcool e Direção nunca teve um relacionamento bom. 
A relação dos dois é tumultuada e, geralmente, termina em tragédia.
Recentemente, a legislação tornou-se mais rígida e obrigou o divórcio do casal.
Decididamente o Álcool não combina com a Direção.
Eles têm personalidades diferentes e os astros conjugados não recomendam aproximação, por mais tesão que ambos sintam um pelo outro.

A lei determina tolerância zero para o casal, caso venha praticar atos em público.
Isso mesmo, se a polícia não pegar os indivíduos, o Álcool vai continuar mantendo relações com a Direção, como amantes que tentam fugir do giroflex.
Mesmo com o rigor da lei e o politicamente correto, há quem arrisque pedir tolerância para o casal.
Este é o caso da Sociedade Rural do Paraná, em Londrina.
O presidente da entidade Moacir Sgarioni, segundo o Jornal de Londrina, "pediu tolerância na fiscalização dos motoristas durante os dez dias de feira [Expo 2013], que tem como principal parceiro comercial uma marca de cerveja". 
O pedido vai na contramão dos esforços das autoridades para reduzir o número de acidentes de trânsito por causa de motoristas embriagados.
Tolerância zero é tolerância zero.
Nem mais.
Nem menos.

Nenhum comentário: