domingo, 5 de maio de 2013

A cura de Feliciano

O deputado Marco Feliciano, sempre ele, anunciou recentemente que quer fazer tramitar o projeto de "cura gay", que permitiria psicólogos a interferir na orientação dos seus pacientes homossexuais.

O nada nobre parlamentar ignora, e quer passar por cima, que os psicólogos são proibidos pelo conselho da categoria de tentar mudar a sexualidade de seus pacientes.

Os conselhos de psicologia levam em conta as decisões de organismos de saúde que descartam definitivamente a homossexualidade como doença.

E isso faz bastante tempo.

Nos Estados Unidos, por exemplo, a Associação Americana de Psiquiatria retirou a homossexualidade da lista de transtornos mentais em 1973.

Cura e doença têm tudo a ver 

E como podemos curar Marco Feliciano de uma doença social que ele tem: a intolerância

Sim, Feliciano deve ser curado e isso seria um marco.

A intolerância e o desrespeito de Marco Feliciano semeiam o ódio e fazem colher preconceito e discriminação.  

Afinal ninguém nasce odiando. 

As pessoas aprendem.

Se aprendem a odiar e a discriminar, podem aprender a amar e a tolerar.

Até o deputado Marco Feliciano. 

Nenhum comentário: