domingo, 19 de maio de 2013

Mamas de silicone

A notícia de que a atriz Angelina Jolie retirou as mamas - numa mastectomia - para prevenir um possível câncer, provocou intenso debate sobre a eficácia da medida. Não faltam especialistas em câncer, em mamas ou em qualquer coisa para emitir opiniões, apoiando ou atacando a decisão da senhora Brad Pit. 

Se por um lado, a atitude da atriz mostra que viver sem mamas - mas com um belo e caro par de silicione - não altera tanto assim a feminilidade; por outro, a atriz impulsiona o mercado da cirurgia plástica. Não será mera coincidência se forem registrados aumentos significativos na troca de mamas por silicones. E o mercado agradece a publicidade espontânea.

Um comentário:

Crônicas da Dulce Mazer disse...

Salve, Rei!
E dizem por ai que Angelina não sabe ainda, mas está fazendo publicidade também para a empresa Myriad Genetics, que pretende patentear o método de diagnóstico e os genes BRCA1 e BRCA2. É a velha discussão sobre a propriedade do genoma humano, só que mais aprofundada, mais específica: http://articles.latimes.com/2013/apr/12/opinion/la-oe-darnovsky-breast-genes-patents-20130412