quinta-feira, 20 de junho de 2013

A juventude é bela

O jovem protesta, diz que político nenhum presta, que partido é um atraso para os avanços da sociedade.
Arranca a bandeira do partido nanico das mãos do cidadão que está na mesma avenida.
Nas ruas, pinta a cara, para o trânsito, pede desculpas pelo transtorno, diz que está mudando o Brasil.
Seu movimento é pelo país, não tem cor partidária.
Sua música é o hino brasileiro.
Cansou de ficar “deitado eternamente em berço esplêndido”.
Agora veremos “que um filho teu não foge à luta”.
Ele pede e faz uma manifestação pacífica, canta, grita palavras de ordem.
Condena os vândalos que encostaram no movimento para quebrar, queimar e saquear.
Quer mudar o mundo.
As ruas são a sua voz.
A juventude é bela e tem de ser estimulada, respeitada.
O Brasil acordou.
O jovem conseguiu reduzir a tarifa do ônibus em muitas cidades, sendo várias capitais.
Reivindicação. Mobilização. Conquista.
Os governos foram surpreendidos.
As vozes das ruas não foram apenas ouvidas.
Foram enfiadas tímpano adentro.
Que os governantes aprendam a lição.
Mas ele quer mais; muito mais. 
Quer ser representante desse segmento insatisfeito, explorado pelos políticos corruptos, pelos partidos de mentirinha e pelo poder público ineficiente.
Vai fazer a revolução que nenhum partido ou político fez.

__Bem, em qual partido você vai se filiar para ser candidato no ano que vem?

Nenhum comentário: