terça-feira, 13 de agosto de 2013

Sem Deus no coração


Muitos religiosos gostam de apontar as desgraças da vida como consequência natural de não se ter Deus no coração. Para os que causam terror em nome Dele, o mundo só não é melhor porque se registra a ausência do divino. A falta de fé, para muitos, impõe todos os obstáculos terrenos.

E quando um pastor, conhecido e reconhecido nacionalmente, aconselha seus fiéis a não denunciarem pastores desonestos? Pois é, esse pastor tem nome e sobrenome: Silas Malafaia. Em vídeo, que circulou recentemente pelas redes sociais,  Malafaia, diz que “ninguém deve se meter com os ungidos de Deus”.

O vídeo com a declaração – nada divina – foi retirado do ar, “devido à reivindicação de direitos autorais Emotion Studios Ltda”. Retirar o vídeo do Youtube com as intimidações e as ameaças de Silvas Malafaia é estratégico. Isso sim é que é providência divina na Terra.

__Quem calunia pastor e fala da Igreja não pode ser crente. Vou dar um conselho pra você: fica longe de participar de divisão, de calúnia, de difamação de pastor. Fica longe disso. Quer arrumar problema pra tua vida? Entra nisso. Quem é que toca no ungido do Senhor e fica impune? Ungido do Senhor é problema do Senhor, não teu. Teu pastor é ladrão? É pilantra? Você não está gostando? Sai de lá e vai pra outra igreja. Não se mete nisso não, porque não é da tua conta. Cai fora. Vai embora [...] Só não arruma problema. Não toca em ungido… Rapaz, aprenda isso: eu já vi gente morrer por causa disso, meu irmão”.

A fala - de um cinismo diabólico - foi transcrita do vídeo – enquanto estava no ar – pela equipe do site Gospel Mais e suscita alguns aspectos para reflexão. Segundo Silas Malafaia, todo pastor é ungido por Deus. Ungido é aquele que recebeu óleos santos; que recebeu ordens sacras; que foi ordenado. E esse processo, meu caro leitor, é terreno, feito pelos homens em suas instituições religiosas. É o homem que arroga para si, o direito de representá-Lo.

"Quem é que toca no ungido do Senhor e fica impune?" Segundo Malafaia, quem denuncia pastor que se aproveita da fé alheia é castigado por Deus. Ele punirá os desgarrados que ousarem acusar pastores porque “Ungido do Senhor é problema do Senhor, não teu [o fiel]”. Deus compactua com Silas Malafaia?

O pastor das polêmicas ameaça diretamente os fiéis.  “Quer arrumar problema pra tua vida? Entra nisso. [...] Rapaz, aprenda isso: eu já vi gente morrer por causa disso, meu irmão”. Essa é ou não uma ameaça de morte a fiéis que não concordarem com expedientes desonestos de seus pastores? Quem é mesmo que não tem Deus no coração?

Usar o nome de Deus para causas nada nobres não é uma prerrogativa dos religiosos atuais. A história da humanidade mostra que muitos mataram e continuam matando em nome Dele. Instrumentos de tortura medievais foram usados em larga escala no cristianismo naqueles que ousaram tocar ”no ungido do Senhor”. Eles realmente não ficaram impunes. Hoje esses instrumentos são motivo de exposições culturais. Que a tortura não se repita!

Os religiosos devem ir além da palavra que pregam. Frequentar uma religião ou um templo não é compromisso com a bondade, nem prerrogativa de um comportamento reto. E menos ainda é a garantia de ter Deus no coração. 

Nenhum comentário: