sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Tristeza de povo

Triste de um povo que diz que o Brasil não é um país sério.  Há muita gente responsável pelo Brasil afora, gente que luta diariamente para que outros tenham uma vida melhor. Talvez os menos sérios são os que mais apareçam.

Triste de um povo que diz que todo político brasileiro não presta. Há muito político sério com projeto responsável para as cidades, os estados e o país. Não é porque ele defende um projeto diferente do seu que não tenha valor.

Triste de um povo que diz que a educação pública no Brasil vale nada. Há professores comprometidos que exercem sua atividade com entusiasmo e estudantes que valem a pena o investimento público e o esforço pessoal dos professores.

Triste de um povo que diz que na saúde pública nada funciona. Por acaso serviços como o Siate e o Samu; programas como o da aids/prevenção a DSTs, o de Doação e Transplante de Órgãos e o de planejamento familiar  são privados?

Triste de um povo que diz que os movimentos sociais são um atraso ao desenvolvimento social e econômico. Se organização é ruim por que empresários e outros segmentos da elite também se organizam?

Triste de um povo que diz que o Brasil não tem futuro. O país tem muitos problemas a começar pelo comportamento do próprio brasileiro; tem muitos desafios a vencer. O que esse triste povo faz para um futuro melhor?

Nenhum comentário: