segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Violência e paz. Vida e morte.

Apoio e incentivo a ação dos Black Bloc em São Paulo e no Rio de Janeiro. Essa ação violenta se justifica por causa da atuação da polícia na repressão às manifestações e às prisões de manifestantes. Apoio e incentivo o quebra-quebra de agências bancárias, prédios públicos porque é uma resposta à violência institucionalizada do estado para com o cidadão.

Não apoio e não incentivo a ação do Movimento Sem Terra (MST) na invasão de terras pelo Brasil afora. Não apoio e não incentivo porque se trata – sob o pretexto da reforma agrária – praticar a violência contra a propriedade e os bens de gente que lutou a vida inteira para poder comprar suas terras. 

Apoio e incentivo a invasão de laboratórios que usam animais em testes para a produção e produtos de beleza. Apoio e incentivo porque é uma ação humanitária de resgate desses bichos que sofrem maus tratos. É a defesa dos direitos dos animais. Esses bichos não podem servir de cobaia para a fabricação de produtos para o luxo dos seres humanos.

Não apoio e não incentivo as regalias de presos no sistema carcerário. Não apoio e não incentivo porque esses bandidos entraram para o crime por opção, porque quiseram. Por isso, não merecem regalias. A polícia tem de mandar bala nesses ladrões que roubam os cidadãos de bens que trabalham muito para dar o de melhor a sua família.

Apoio e incentivo a vida. Foi bom na hora de fazer? Então agora crie porque o filho é seu. Apoio e incentivo a vida porque sou contra o aborto que é uma forma de assassinato, de matar um ser indefeso que não tem como se proteger. A vida é um bem muito precioso e não podemos concordar com a prática do aborto.

Não apoio e não incentivo penas brandas para os condenados. Bandido tem de pagar pelo que fez. Se pudesse escolher em um plebiscito, votaria pela instituição da pena de morte para criminosos. Quem faz a opção pela maldade jamais será recuperado e sempre será um perigo para a sociedade. 

Violência e paz. Vida e morte. Enquanto a sociedade insistir em fazer juízo de valor diferenciado conforme a clientela, a sociedade atual nunca gozará plenamente o status de civilizada. Não são apenas contradições. Trata-se de escolher quem deve viver mais e melhor. E isso diz tudo sobre o que somos.

Nenhum comentário: