domingo, 30 de março de 2014

Inquietudes (203) do Rei

Não é de se espantar que a maioria dos brasileiros culpa as mulheres pelo estupro, amenizando a responsabilidade do criminoso agressor, quando até o poder público patrocina anúncio que diz ser bom metrô lotado para "xavecar a mulherada". A campanha publicitária do governo de São Paulo não é efeito colateral. É sintoma de uma sociedade que culpa suas vítimas pelo crime que sofreram. Esse sintoma revela uma sociedade doente (a humanidade sempre foi assim?), incapaz de proteger quem precisa mais.

Nenhum comentário: