domingo, 31 de agosto de 2014

Amizade

Tenho amigos próximos. Tenho amigos distantes. Tenho amigos de hoje. Tenho amigos de ontem. Tenho amigos que vejo sempre. Tenho amigos que quase não vejo. Tenho amigos físicos. Tenho amigos virtuais. Uns são mais íntimos. Outros menos. Uns são legais. Outros menos. Uns são estressados. Outros menos. Uns são alegres. Outros tristes. Outros são os dois, bipolares. Uns são instigantes. Outros irritantes. Uns são animados. Outros, desanimados. Uns topam tudo. Outros, nada. Uns cobram tudo. Outros cobram nada. Amizade é amizade. O resto é interpretação.

Um comentário:

Alessandro Sachetti disse...

Sobre "os amigos que quase não vejo", têm aqueles que mesmo com meses ou anos longe, quando há o encontro a sensação é que não houve um só dia de distância. Reconhecer-se na amizade do outro, num querer bem sem querer nada em troca. Os amigos que temos são frutos diretos do amigo que somos. Bom domingo!