domingo, 5 de outubro de 2014

Confissão

Ao final deste primeiro turno das eleições 2014, eu confesso.
Confesso que estou sem ânimo para entrar em debate estéril.
Confesso que estou sem vontade para contra-argumentar a argumento estúpido.
Confesso que estou sem desejo para rebater avaliação cretina.
Confesso que estou sem tesão para estabelecer o contraditório.
Confesso que estou sem disposição para revidar ao senso comum.
Isso é sinal de amadurecimento? Ou depressão? 

Um comentário:

Miguel Angel Chincaro Bernuy disse...

Barbaridade chê, isso é de tudo um pouco. Qualquer resultado serve. Afinal se o PMDB continuar com a maioria do congresso ... tanto faz!
Mas o trabalho bom é um trabalho lento e as vezes desanima. Tacaaaaaale pau Reinaldo!
Abraços da ilha!!