sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Barbárie e visibilidade


Bombas guiadas com recursos tecnológicos de última geração.
No vídeo, as explosões lembram um game no monitor do computador ou da TV.

Radicais do Estado Islâmico queimam vivo um piloto jordaniano, feito refém.
As cenas do prisioneiro na gaiola varrem o mundo.

Tropas ocidentais invadem países do Oriente Médio.
Nas imagens, um rastro de violência em nome da paz.

Radicais do Estado Islâmico degolam prisioneiros do ocidente.
O assassinato é registrado em vídeo e fotos.

Na ofensiva, judeus jogam bombas em escolas, hospitais, mulheres e crianças.
O genocídio é transmitido ao vivo pelas redes de TV.

No mercado, o homem bomba explode dezenas de pessoas.
Os pedaços humanos e os destroços materiais são expostos pelos veículos de comunicação.

O mundo não deixou de ser bárbaro.
A barbárie é que ganhou mais visibilidade.
A violência é só mais um elemento do espetáculo.

Nenhum comentário: