segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Inquietudes (286) do Rei

Desde Cabral, os racistas afirmam que o negro não presta, não é gente, é preguiçoso. E feio. E agora - quando se fala em consciência negra - muitos querem que o negro tenha a autoestima inabalável.

Não use o preconceito do próprio negro para justificar o seu. É por essas e outras que as campanhas 100% negro, orgulho negro e orgulho da raça são necessárias. Para desconstruir um discurso repetido há séculos.

Nenhum comentário: