quinta-feira, 30 de junho de 2016

Inquietudes (324) do Rei

No Brasil, o estado democrático de direito - depois da Lava Jato - não é mais o mesmo, definitivamente. Vivemos, infelizmente, um estado policial que passa por cima da lei. 

A força-tarefa da operação Custo Brasil "bate" no ministro Dias Toffoli, que mandou soltar Paulo Bernardo. Os integrantes da operação acusam o ministro do STF de não ouvir a PGR e se dizem perplexos. 

Peraí! Não são operações da PF, juntamente com a justiça de primeira instância, que andam prendendo sem ouvir o acusado e ainda... conduzem coercitivamente sem duas intimações anteriores; prendem para forçar a delação; transformam as ações em espetáculo para a TV parceira e vazam seletivamente sem que os advogados de defesa tenham acesso aos autos?

Nenhum comentário: