sábado, 31 de dezembro de 2016

Inquietudes (352) do Rei

A opressão não gera respeito; gera medo. 
A submissão não gera respeito; gera apatia. 
Respeito é conquistado e não imposto.

Inquietudes (351) do Rei

Temer, aquele um, pediu que tenhamos pensamentos positivos para 2017. É pra já! Que a chapa Dilma/Temer seja cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e que tenhamos eleições diretas. Há!

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Falta de respeito!

Reprodução Brasil 24/7

As mulheres apanham porque não respeitam seus maridos. Isso mesmo! Se as mulheres se dessem ao respeito (seja lá que merda isso signifique) não apanhariam. Essa é a opinião de um médico do Distrito Federal sobre porquê as mulheres apanham.

Esse médico é o cardiologista Luiz Águila que, conforme o portal Brasil 247, escreveu. “Sabe porque (sic) tantas mulheres apanham? Porque desrespeitam seus companheiros. Respeitem e serão respeitadas. Nossas avós não apanhavam porque respeitavam. Respeito é fundamental.”

A mensagem, segundo o portal, foi escrita para defender o filho, um bombeiro, acusado de espancar a mulher grávida de quatro meses. O machismo, ao contrário do feminismo, machuca, violenta e até mata. Os machistas, portanto, machucam, violentam e até matam.

As avós, às quais o cardiologista se refere, não eram respeitosas. Elas eram, e muitas continuam sendo até hoje, oprimidas e submissas. A opressão não gera respeito; gera medo. A submissão não gera respeito; gera apatia. Respeito é conquistado e não imposto.

Quando a caca vem à tona e repercute, a mensagem é apagada pelos seus autores. Eles não gostam da repercussão. O cardiologista seguiu o roteiro da covardia e apagou a mensagem. Os machões também sentem medo. Tarde demais. Muitas cópias foram dados e circulam pela rede.


A internet tem essa mania, de transformar gente comum em celebridade instantânea, tanto para o bem quanto para o mal. O médico está experimentando do veneno que projetou e, agora, apanha. Não quer apanhar nas redes sociais? Dê-se ao respeito. Afinal, respeito é fundamental!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Aceitem ou serão expostos!

A atitude do estudante Talles de Oliveira Faria, formando do ITA, merece aplausos. "Aceitem-me como sou ou sejam expostos pelo que vocês são." Se os homofóbicos querem os gays na invisibilidade, que sejam expostos por sua homofobia.



Da Revista Fórum: O estudante Talles de Oliveira Faria, de 24 anos, fez um protesto contra a homofobia que sofreu nos anos em que estudou engenharia da computação no ITA (Instituto de Tecnologia Aeronáutica), que pertence as Forças Armadas Brasileiras. Leia o texto completo.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

MPF ou MFP?

O procurador geral da República, Rodrigo Janot, quer investigar quem vazou as informações da delação premiada da Odebrechet que compromete Michel Temer, sua catrefa ministerial e o alto tucanato.

A excelência não teve esse mesmo cuidado com os mais de 1.112 vazamentos da mesma Lava Jato. Lembra-se da gravação ilegal do telefonema da presidenta Dilma e o vazamento criminoso para a Rede Globo? 

Aliás, os vazamentos da operação Lava Jato contrariavam a lei e a publicidade de Moro às informações sigilosas ajudaram no impeachment de Dilma. Vazamento de informação sigilosa era ilegal com Dilma e continua sendo, agora

, mas senhor procurador, por que interessava vazar antes, inclusive sem punição, e por que não interessa vazar agora? Justiça parcial não é justiça. É linchamento. Dia desses li que o MPF virou MFP. Começo a concordar.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Inquietudes (350) do Rei

O acordão do STF, para manter Renan na presidência do Congresso, é reflexo da justiça parcial e seletiva, inaugurada no julgamento do mensalão do PT e consolidada na Lava Jato. Lembra-se de que eu dizia que juiz parcial atacava e feria a democracia? Então... estamos colhendo o que há de pior neste processo. Quando magistrados fazem politica, o Judiciário perde a noção da própria justiça e, por isso, perdemos todos nós.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Inquietudes (349) do Rei

Deixe-me ver se entendi. Protestar contra lei que estabelece punição para juiz e procurador que cometem abuso é dar carta branca para juiz e procurador cometerem abusos?

É devagar!


2016 vai deixar saudades

A Folha de S.Paulo informa que na proposta de Temer, "haverá uma idade mínima de 65 anos para aposentadoria e um tempo mínimo de contribuição de 25 anos. Para ter acesso ao valor completo, de acordo com a nova regra de cálculo, será necessário contribuir 50 anos." E você vai às ruas, fantasiado de amarelo-CBF, para apoiar procuradores e juízes que querem continuar abusando da autoridade. 2016 vai deixar saudades, quando compararmos com o que está por vir.

Inquietudes (348) do Rei

Temer, o pacificador nacional. Já pensou se não fosse? Há!

Inquietudes (347) do Rei

Volta e meia, leio alguém escrevendo que tem inveja, mas uma inveja boa. Se a sua inveja é boa, a minha luxúria é santa. Há!