terça-feira, 13 de dezembro de 2016

MPF ou MFP?

O procurador geral da República, Rodrigo Janot, quer investigar quem vazou as informações da delação premiada da Odebrechet que compromete Michel Temer, sua catrefa ministerial e o alto tucanato.

A excelência não teve esse mesmo cuidado com os mais de 1.112 vazamentos da mesma Lava Jato. Lembra-se da gravação ilegal do telefonema da presidenta Dilma e o vazamento criminoso para a Rede Globo? 

Aliás, os vazamentos da operação Lava Jato contrariavam a lei e a publicidade de Moro às informações sigilosas ajudaram no impeachment de Dilma. Vazamento de informação sigilosa era ilegal com Dilma e continua sendo, agora

, mas senhor procurador, por que interessava vazar antes, inclusive sem punição, e por que não interessa vazar agora? Justiça parcial não é justiça. É linchamento. Dia desses li que o MPF virou MFP. Começo a concordar.

Nenhum comentário: