quinta-feira, 23 de março de 2017

Estamos perdendo a briga

Com a aprovação da terceirização irrestrita, o empregador poderá contratar empresa e não vai precisar pagar 13o salário, férias, FGTS, INSS. Você acredita que ele vai repassar esses valores para o salário de quem contratar ou vai aumentar seus lucros? 

Pobres já vivem a precarização da terceirização em serviços como portaria, recepção e limpeza. Agora é a vez da classe média. Imagine um hospital em que todas as categorias (enfermeiros, auxiliares de enfermagem, fisioterapeutas, técnicos de raio x, psicólogos, assistentes sociais...) sejam terceirizados ou uma escola em que os professores estejam na mesma condição. 

E você pensava que tirar Dilma era para combater a corrupção. No próximo domingo, movimentos que apoiaram a derrubada dela, que não protestarão contra Temer, voltam às ruas para defender, entre tantas causas, as reformas trabalhista e previdenciária. Você trabalhador de classe média vai fazer papel de tonto novamente, fantasiado de amarelo-CBF? Isso se chama luta de classes. E nós trabalhadores estamos perdendo esta briga.

Nenhum comentário: